Pai Oxalá

Salve, salve, galerinha do bem!!!!

Aproveitando que falei sobre o mistério ancião para os próximos 4 textos que publicarei aqui no Blog eu irei abordar os Orixás Oxalá, Obaluayê, e Omulú.

Nesse primeiro texto sobre os Orixás que regem o Mistério Ancião eu irei falar sobre nosso amado Pai Oxalá, que acredito dipensa maiores apresentações.

Tanto na Umbanda é o maior dos Orixás e o mais respeitado entre todos, no sincretismo católico está associado a Jesus Cristo o mestre dos mestres que muitos exemplos de humildade e caridade nos deixou.

Oxalá é o Orixá do Branco, por isso as vestes no terreiro são brancas, em respeito ao Pai e também pelo branco simbolizar a paz e a pureza que muito bem representam esse amado pai Orixá.

Dentro da doutrina que eu sigo Oxalá rege a primeira linha de Umbanda, a linha da fé junto de Oiá-Tempo (Logunã).

Um ponto que tem gerado muita polêmica e discução, principalmente no Orkut, é o fato de se incorporar Oxalá.

Na Umbanda não incorporamos os Orixás em si, mas sim seres naturais que vivem nas dimensões de cada um dos Pais e Mães Orixás, manifestando assim todas as qualidades deles.

Portanto quando dizemos Saravá Pai Oxalá e tocamos um ponto de chamada não é o próprio Pai Oxalá e sim um dos muitos seres naturais que vivem em sua dimensão que vem dançar em nossos terreiros.

Nos terreiros que seguem a doutrina mais antiga ou ainda com influências do Culto de Nação, leia-se Candomblé, também se cultuam duas "qualidades" de Oxalá por assim dizer que são Oxaguiã, quando novo, e Oxalufã, quando velho.

Em geral a primeira guia que recebemos quando somo aceitos na corrente mediúnica de um terreiro é a guia de Oxalá, pois nos primeiros passos será ele quem nos estará sustentanto e amparando.

Em geral a guia de Oxalá pode ser de contas de cristal transparentes ou de pocelana ou miçanga brancas.

Podemos oferendar Pai Oxalá em jardins floridos ou em campo aberto.

A seguir passarei uma oferenda simples para se pedir o Axé de Pai Oxalá.

É claro que quando uma entidade nos passar uma oferenda a ser realizada ela nos passará de acordo com nossa necessidade ou de acordo com as especificidade daquilo que se precisa alcançar, sendo assim alguns elementos podem diferir, diminuir ou serem acrescidos.

Dados interessantes sobre Pai Oxalá:

Número: 1
Planeta: Sol
Sincretismo: Jesus Cristo
Cor: Branco

A seguir ensinarei uma oferenda básica para Pai Oxalá

Oferenda para os Senhores Exus e Senhoras Pomba Giras de Pai Oxalá.
1 vela preta
1 vela vermelha
1 vela branca
1 cigarro de filtro branco
1 charuto
1 champanhe rosé
1 garrafa de água ardente

No chão ao lado esquerdo de onde se pretende arriar a oferenda fazer um triângulo com as velas sendo no vértice, que aponta pra cima, ficará a vela branca, no vértice esquerdo a vela preta e novertice direito a vela vermelha.
Acender as velas e circular o triângulo com as bebidas depoitando as garrafas dentro do triângulo.
Acender o charuto e o cigarro e colocar, respectivamente, na boca da garrafa de água ardente e de champanhe.
Ajoelhar e pedir licença aos Exus, Exus Mirins, Pomba Giras e Pomba Giras Mirins de Pai Oxalá para arriar sua oferenda só então começar a montar a oferenda para Pai Oxalá.


Oferenda a Pai Oxalá

1 pano branco (50cmx50cm)
7 velas brancas
vinho branco doce
flores brancas
frutas de polpa branca (pera, melão, goiaba, etc.)
7 pembas brancas
1 prato de porcelana branca

Forrar o chão com o pano branco, no centro colocar o prato com as frutas, em volta do prato arrumar as pembas em círculo, em volta das pembas colocar as flores e circular o pano branco com as velas.

Acender as velas e fazer uma oração pedindo as bençãos de Pai Oxalá, bem como paz, tranquilidade, fortificação da fé e o que mais se precisar do Divino Pai.

Espero assim ter ajudado.

Um abraço fraterno

Daniel




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lua Grande? Lua Pequena?Uma Lua? Ai meu Deus, qual a diferença???

As quartinhas na Umbanda

O Alguidar na Umbanda