Orixás e suas ervas I

Está é uma dúvida que todo médium iniciante tem, quais são as ervas de cada Orixá, quando usar e para que servem.

Bem vamos por partes!

Antes de mais nada é importante falarmos um pouco sobre as ervas além de serem portadoras dos axés vegetais de cada Orixás algumas tem até propriedades medicinais tais como o boldo, o manjericão, o alecrim, a sálvia, o eucalipto, etc...

Neste artigo não pretendo entrar no quesito poderes medicinais, pois estaríamos entrando no campo da fitoterapia, campo esse que não conheço profundamente.

Podemos classificar as ervas que costumeiramente utilizamos em nossos amacís, banhos, defumações, como:

  • Quentes ou Agressivas: essas ervas tem o poder de eliminar, limpar, dissolver, anular, cortar e quebrar acumulos energéticos, são consideradas verdadeiros "ácidos astrais" conseguindo eliminar cascas astrais muito densas.
    Porém o poder de atuação dessas ervas é muito forte e acaba "limpando" não somente o que é ruim, mas o que é bom também, por isso banhos somente com esse tipo de ervas não são aconselhados para uso constante e também não se costuma utilizar na cabeça.
  • Mornas ou Equilibradoras: são ervas cujo poder atua corrigindo os desvios energéticos causados pelo uso de ervas quentes, harmonizam os chakras e equilibram as energias vitais importantes para o bom funcionamento de nossos corpos espirituais.
  • Frias ou Específicas: são ervas que basicamente se resumem ao seu uso fitoterapico, não sendo levado em conta seu uso litúrgico.
Para os médiuns ainda em desenvolvimento algumas ervas podem auxiliar bastante, são elas: jasmim, alfazema, rosa branca e anis estrelado. Um banho como feito com 1 ou 3 dessas ervas pode ser aplicado a partir da cabeça, nos preparando para atuarmos como instrumentos mediúnicos de nossos amados Guias, Mentores e Orixás.

Para prepararmos banhos de ervas podemos utilizar tanto ervas frescas como ervas secas.

Basta ferver 2 litros de água mineral ou filtrada, quando a água começar a borbulhar é hora de apagar o fogo, com o fogo apagado acrescente as ervas frescas e abafe até amornar. Aí é só tomar seu banho de higiene e em seguida fazer uma oração pedindo as forças de Pai Oxossi e da Jurema sagrada que possam ativar o banho e que ele possa lhe beneficiar e preparar para os trabalhos espirituais.

Para banhos com ervas secas utilizar os mesmos 2 litros de água de água mineral ou filtrada ferver a água e quando estiver borbulhando colocar as ervas, deixar ferver por 1 minuto, apagar o fogo, tampar, e quando amornar fazer a oração a Pai Oxossi e as forças da Jurema Sagrada pedindo que possam ativar o banho e que ele possa lhe beneficiar e preparar para os trabalhos espirituais.

Para as Defumações é preciso que as ervas estejam bem secas, pois ervas ainda em natura não irão prorpocionar o resultado desejado que é uma boa fumaça, e também é necessário que o braseiro esteja bem aceso, com as brasas num tom vermelho bem vivo, para que não se corra o risco de apagar durante a defumação e para que queime as ervas de modo homogêneo e até o fim.

Espero ter ajudado.

Um abraço fraterno.

Daniel

Fonte: Apostila Curso: "Ervas na Umbanda I" de Adriano Camargo.

Comentários

Unknown disse…
eu adorei as sujestoes de banhos e de ervas me ajudaram muito obrigado pela força. fique com deus .
Unknown disse…
Bem explicativo, só faltou mencionar quais são as quantes e as frias, acho que isso é que todos procuram saber....

Postagens mais visitadas deste blog

Lua Grande? Lua Pequena?Uma Lua? Ai meu Deus, qual a diferença???

As quartinhas na Umbanda

O Alguidar na Umbanda