Até quando seremos vitimas?


Salve, salve, Galerinha do bem!!!

Hoje o que me traz ao blog para escrever é um misto de sentimentos revolta, indignação, tristeza, medo, mas principalmente a certeza de que as coisas precisam mudar!!!

Volta e meia quando entro em redes sociais eu me deparo com alguma postagem falando sobre crimes de intolerância religiosa. Isso além de muito triste é revoltante, pois vivemos em um país livre e laico, ou seja, sem religião oficial, como deve ser todo país LIVRE!!!

Em lugar algum Deus, Nzambi, Javé, Olorum, seja lá como você chame a força suprema que criou
tudo e todos, deixou escrito que a única verdade estaria escrita na Bíblia. Em lugar algum essa mesma força criadora registrou seu testamento dizendo que este ou aquele são herdeiros do céu!!!

Ontem vi em uma rede social muito popular no Brasil uma postagem que me deixou muito, mas muito irado. O Ile Ase Odu Olatunde Alaketu foi vítima de um atentado por intolerância religiosa o vizinho do terreiro começou a atirar bombas durante uma celebração ao Orixá Ogum e ao ser repreendido agrediu quatro pessoas a faca das quais uma foi gravemente ferida, sofreu uma cirurgia e passa bem.

Meu Pai Xangô!!! É filha de santo que leva pedrada na cabeça por estar cumprindo preceito, outra é vítima de assédio moral, outro de bulling na escola agora essa Pai e filhos de santo são agredidos à faca!!!

Bater tambor não pode, mas a gritaria e música alta depois das 22:00 em igreja pode??? É o que parece, pois quando se faz uma queixa nos órgãos competentes ninguém faz nada a bagunça continua até tarde!!! Agora quando é reclamação de nossos atabaques... aaaaaaaaaaaaaaah aí em minutos baixam várias viaturas da polícia mandando calar nossos tambores!!!!

Mas sabem por quê isso acontece??? Acontece porque o povo de axé é desunido. Porque o povo de
axé está muito mais preocupado em olhar a roupa do outro na festa, está preocupado em apontar o dedo para julgar doutrina.

Isso não acontece com esse povo que se diz servo de Deus porque são UNIDOS, o que infelizmente o podo do axé não é. Aí com certeza você vai me perguntar "Pai Daniel e as Federações? Elas não lutam por nós? e eu lhes responderei: com certeza lutam e muito mas você já parou para pensar em quantas Federações do axé existem no Brasil? Pois é! Muitas!

É chegado o momento do Povo de Axé acordar e se unir verdadeiramente e lutar por nossos direitos, criar uma bancada de axé nas esferas dos governos Federal, Estadual e Municipal para nos defender, pois as bancadas cristãs estão defendendo apenas o lado de seus asseclas.

Esse povo que se diz de Cristo, de Jesus, se esquece que o próprio disse em vida: "Amai ao próximo como a ti mesmo assim como eu vos amei" e infelizmente 99,99% deles se esquece desse ensinamento ou simplesmente o ignora.

Me perdoem o desabafo.

Meu abraço fraterno.



Pai Daniel
O Japa Umbandista

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lua Grande? Lua Pequena?Uma Lua? Ai meu Deus, qual a diferença???

As quartinhas na Umbanda

O Alguidar na Umbanda