Revolta

Recentemente eu tive uma decepção muito grande com a postura adotada por nossos governantes em relação a uma ação que iria beneficiar toda a comunidade praticante dos cultos de matriz afro.

Visando não entrar em conflitos com católicos e evangélicos o governo recuou, adiando o anuncio do Plano de Legalização de Terreiros de Umbanda e Candomblé temendo represálias das igrejas católicas e evangélicas em ano eleitoral, pois ela será candidata pelo PT à presidência da república.

Ora meus irmãos se o Estado é uma instituição SOBERANA e LAICA eu gostaria de saber porque nossos governantes se dobram ao que pensam os religiosos. Os governantes, seja em que nível for, são eleitos para pensar no bem maior de toda a população e não em agradar uma determinada parcela do povo.

É no mínimo uma afronta a um dos direitos que nos assiste a Constituição Nacional que é, segundo o inciso 6º artigo 5º, corroborado pelos incisos 7 e 8, como veremos a seguir:

Artigo 5º da Constituição Nacional
Todos são iguais perante a Lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos extrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos seguintes:
.
.
.
VI - é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da Lei, a proteção aos locais de culto e suas liturgias.

VII - é assegurada, nos termos da Lei, a prestação de assistência religiosa nas entidades civis e militares, de internação coletiva;

VIII - ninguém será privado de diretos por motivo de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a todos imposta e recusar-se a cumprir prestação alternativa, fixada em Lei.
.
.
.
E assim continua a constituição, havendo muito mais além do que eu expus nesse artigo, o fato é: todo brasileiro deveria por obrigação conhecer a nossa constituição, onde estão se não todos, boa parte de nossos direitos e obrigações básicos.

Sei que não se vive em sociedade sem o exercício da política, pois ela está presente em nosso dia-a-dia, desde quando levantamos e dizemos bom dia a um vizinho ao momento em que fazemos uma votação para aprovação de algum assunto em nosso ambiente de trabalho.

Mas a cada dia que passa me enojo com nosso cenário político e também com os personagens que dele fazem parte, muitos irão me dizer mas não são todos corruptos, alguns propõem projetos bons e justos, mas em determinados aspectos pecam pela omissão.

Como cidadão manifesto meu repúdio e minha indignação a atitude tomada pelo Governo, e espero que tal projeto não seja arquivado como tantos outros já foram por não atender aos interesses de alguns.

Um abraço fraternos aos irmãos que acompanham meu blog e gostaria de registrar também meu pedido de desculpas pelo desabafo, pois esse é um espaço para divulgar a beleza da Umbanda e não para se discutir política.

D A N I E L

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lua Grande? Lua Pequena?Uma Lua? Ai meu Deus, qual a diferença???

As quartinhas na Umbanda

O Alguidar na Umbanda