O amor

Olá amigos blogueiros!!!
Hoje resolvi falar sobre o amor, um tema fascinante que é simples e ao mesmo tempo tão complexo.
Neste último sábado fui ao terreiro de uma amiga muito querida, era gira de esquerda, foi bom sentir o axé dos amigos guardiões e das amigas guardiãs.
Uma coisa que me marcou muito foi quando o Sr. Exu Sete Encruzilhadas virou para mim e disse: "Menino amor não dói, amor não machuca, amor não faz sofrer, amor não escravisa. Pense nisso!!!"
Essas palavras em um primeiro momento cairam no meu coração como uma pedra me levando às lágrimas mas depois que a dor passou e deu espaço à razão eu percebi o quanto as palavras desse companheiro Guardião são sábias.
Quantas vezes ao fim de um relacionamento nos pegamos chorando pelos cantos ou passamos dias a fio chorando a falta de alguém que nos deixou, que quando partiu nem olhou para trás?
Essa amiga minha, mãe do terreiro onde hoje frequento com assiduidade, ao fim dos trabalhos me deu seu ombro para chorar e desabafar, ela ergueu meu rosto olhou fundo nos meus olhos e disse: "Dani, ninguém perde aquilo que não é seu!!!"
Novamente um bom conselho me fez refletir sobre o meu sofrimento e realmente nós ainda confundimos o amor com o sentimento de posse do outro, é necessário aprendermos a amar no sentido mais amplo da palavra.
O Sr. Sete Encruzilhadas ainda disse mais uma coisa muito sábia nessa noite "Vocês tem mania de separar os amores. Amor de pai, amor de irmão, amor de amigo, sendo que é tudo amor!!!"
E novamente ele tem razão.
É difícil de repente reaprender a amar mas estou tentando.
Amigos blogueiros sei que esse tema foge um pouco do assunto religiosidade, mas se pararmos para pensar a cada gira nossos guias falam do amor, em seu sentido mais amplo, por isso, achei pertinente postar um artigo sobre o AMOR.
Espero que tenham gostado.
Um abraço fraterno.
D A N I E L

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lua Grande? Lua Pequena?Uma Lua? Ai meu Deus, qual a diferença???

As quartinhas na Umbanda

O Alguidar na Umbanda