Saravá Mamãe Oxum

Caros irmãos,

Faz algum tempo que não escrevo algo sobre nossos amados Pais e Mães Orixás, como neste mês realizamos as festividades em homenagem à Mamãe Oxum resolvi escrever um pouco sobre ela.

Sempre que ouvimos o nome Oxum logo nos remetemos à imagem da Mãe amorosa, doce, que nos acolhe em seu colo, consola, apazigua o coração. Realmente o sentimento que sintetiza da melhor forma possível essa querida Mãe Orixá, definitivamente, é o amor, embora sua grandeza seja impossível mensurar com palavras, pois transcende nosso vocabulário.

Mamãe Oxum, junto com Pai Oxumarê regem a segunda linha de Umbanda, a linha do amor. Mãe Oxum rege o polo positivo e Pai Oxumarê o polo negativo.

Seu ponto de forças, como todos já devem saber é a cachoeira, onde recebe suas oferendas e podemos lavar nossa coroa, guias etc.

Algumas casas sincretizam Mamãe Oxum com Nossa Senhora Aparecida, outras com Nossa Senhora da Conceição, dependendo da cultura que o sacerdote ou sacerdotiza tenham aprendido durante sua caminhada espiritual. Porém muitos se esquecem que Nossa Senhora Aparecida também é Conceição, ou seja de uma forma ou de outra estamos falando de Oxum.

As diversas concepções de Nossa Senhora, Aparecida, das Graças, dos Navegantes, da Conceição, de Fátima, nos remetem de forma geral a figura da Mãe, entre as Nossas Senhoras citadas temos Nossa Senhora dos Navegantes e Nossa Senhora das Graças que são sincretizadas com nossa Mãe Yemanjá. 

Se pararem para analisar tanto Oxum quanto Yemanjá são grandes Mães dentro da Umbanda pois Oxum possui o fator divino da Concepção e Yemanjá o fator divino da Geração, ambas são Mães, portanto é perfeitamente adequado sincretizá-las com as diversas manifestações de Maria, mãe de Nosso Senhor Jesus Cristo, o qual sincretizamos com nosso amado Pai Oxalá.

Vamos a algumas informações sobre Mamãe Oxum:

Cor: rosa, azul escuro, ou amarelo, dourado
Pedra: quartzo rosa
Dia da semana: sábado
Flor: rosas cor de rosa ou brancas. lírios
Saudação: Aieie o

A seguir darei um exemplo de uma oferenda simples que pode ser feita para Mamãe Oxum aos pés de uma cachoeira, ou diante do altar dentro do terreiro.

Antes de proceder a oferenda de Mamãe Oxum à esquerda do local escolhido para a oferenda para Oxum  faça uma oferenda pedindo licença e permissão às Pomba Giras de Exus que guardam a esquerda de Mamãe Oxum. Faça um triângulo com 1 vela branca, uma preta e uma vermelha, com a vela branca no vértice que aponta para cima, a preta no vértice à esquerda e a vermelha no vértice à esquerda. Dentro do triângulo coloque um cigarro longo e um charuto e circule o triângulo com um pouco de água ardente.

Vamos ao material da oferenda para Mamãe Oxum.

Material:
1 tecido quadrado cor de rosa
7 velas cor de rosa
1 prato de cerâmica branca
1 melão
1 champanhe branca
7 lírios
pétalas de rosas brancas

Estenda o pano sobre o solo, no centro deposite o prato. Faça um pequeno corte na base do melão para que este possa ficar em pé, então na outra ponta corte a tampa do melão de forma que seja possível retirar as sementes com o auxílio de uma colher. Após retirar todas as sementes abra a champanhe e derrame dentro do melão. Corte um pouco os cabos dos lírios e coloque-os em volta do prato. Espalhe as pétalas de rosas brancas sobre o tecido e circule-o com as velas cor de rosa.
Por fim ajoelhe-se de frente para a oferenda e faça uma oração evocando nossa Mãe Orixá e faça seus pedidos.

Espero que tenham gostado deste pequeno artigo.

Um abraço fraterno.

D A I E L

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lua Grande? Lua Pequena?Uma Lua? Ai meu Deus, qual a diferença???

As quartinhas na Umbanda

O Alguidar na Umbanda