Mensagem à mulher umbandista

Queridas irmãs de fé,
Hoje, mesmo atrasado, quero manifestar minha singela homenagem, a vocês que dia a dia, gira após gira lutam incansavelmente em benefício do próximo.
A vocês que são mães materiais e/ou espirituais, profissionais, irmãs, filhas, esposas, noras, tias, madrinhas entre tantos outros vocativos de parentesco meu sincero parabéns por esse dia que comemoramos dia 08/03 último.
Muitos desconhecem o porque de comemorarmos o Dia Internacional da Mulher em 08/03 então abro um parentesis para explicar o significado dessa data hitoricamente.
No Dia 8 de março de 1857, operárias de uma fábrica de tecidos, situada na cidade norte americana de Nova Iorque, fizeram uma grande greve. Ocuparam a fábrica e começaram a reivindicar melhores condições de trabalho, tais como, redução na carga diária de trabalho para dez horas (as fábricas exigiam 16 horas de trabalho diário), equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber até um terço do salário de um homem, para executar o mesmo tipo de trabalho) e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho.
A manifestação foi reprimida com total violência. As mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Aproximadamente 130 tecelãs morreram carbonizadas, num ato totalmente desumano.
Porém, somente no ano de 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o "Dia Internacional da Mulher", em homenagem as mulheres que morreram na fábrica em 1857. Mas somente no ano de 1975, através de um decreto, a data foi oficializada pela ONU (Organização das Nações Unidas).
Mulher nunca foi e nunca será símbolo de fragilidade, ao contrário é símbolo de coragem, renovação, fertilidade, afinal são elas quem carregam por nove meses nossos filhos que um dia também serão pais e mães.
Peço então às nossas Mães Orixás Logunã, Oxum, Obá, Egunitá, Yansã, Nanã e Yemanjá que as abençoem e guardem sempre em todos os momentos de suas vidas.
Rogo às nossas Caboclas, Pretas Velhas, Baianas, Meninas, Ciganas, Pombogiras, Pombogiras Mirins, entre tantas outras entidades que se manifestam pelo lado feminino da criação que possam também abençoar nossas mães e irmãs espirituais e que continuem dando força a elas para cumprir suas missões da melhor forma possível.
Um abraço fraterno.
D A N I E L

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lua Grande? Lua Pequena?Uma Lua? Ai meu Deus, qual a diferença???

As quartinhas na Umbanda

O Alguidar na Umbanda