Religião sem fronteiras.

Desde que abracei a Umbanda como minha religião e caminho de vida tenho ouvido muito os guias com quem conversei e até mesmo de meus próprios guias, por vezes, de irmãos mais velhos que a Umbanda não tem paredes, que quem as coloca somos nós seres humanos.

Se assim o é por que vejo muitos dirigentes proibirem seus filhos de fé visitarem outros terreiros?

Visitar um terreiro não significa que o filho irá deixar a casa que ora o acolhe, muitas vezes, digo isso baseado na minha pessoa, o filho recorre a outra casa para receber um passe ou para conversar com alguma entidade sobre algum problema que nos aflige, que nos dias de gira não nos sobra tempo para tratar com o povo que assiste na casa.

É fato que devemos saber onde estamos pisando, analisar se a casa fala a mesma linguagem que a nossa para que não nos cause estranhesa ou pior ainda confusão, pois doutrina e formas de trabalho, de fato, variam de casa para casa.

Dos meus 18 anos até hoje já com 29 anos eu conheci muitas casas e diversas vezes fui conhecer outras tantas sendo filho de outra e nunca me arrependi, sempre fui muito bem recebido e atendido.

Hoje mesmo... Acabo de voltar de uma gira em um terreiro irmão onde tivemos uma gira de esquerda simplesmente MA RA VI LHO SA!!!!

Fui muito bem acolhido e meu povo (guias) foi super bem tratado e respeitado.

Hoje ouvi de uma amiga muito querida que é sacerdotisa de Umbanda também o seguinte:

"Como é bom ver que a Umbanda não tem paredes, principalmente na prática."

E achei a frase perfeita!!!!

Gostaria de deixar essa reflexão aos amigos blogueiros.

Abraço fraterno.

D A N I E L

Comentários

Margot disse…
Ola Daniel essa tua reflexão é interessante e realista, muitos dos irmãos não conseguem ter tempo para pedir conselhos aos guias da casa que frequenta, por causa do trabalho de cada um e da demanda ! Eu tenho uma pergunta à você! Irmãoes em desenvolvimento poderiam ser atrapalhados por doutrinas de diferentes casas ? Como saber que se a casa visitada segue a mesma doutrina da tua casa ou se pelo menos se assemelha para envitar confusão ?

SARAVA !
paidanieldexango disse…
Rubens,

Não acredito que médiuns em desenvolvimento possam ser atrabalhados por doutrinas diferentes daquelas que seguem, justamente por estarem em busca de passe ou de um aconselhamento.
Além do mais se ficar qualquer dúvida esse médium iniciante deve procurar seu dirigente espiritual para tirar essas dúvidas a limpo.

Abraço fraterno.

Daniel

Postagens mais visitadas deste blog

Lua Grande? Lua Pequena?Uma Lua? Ai meu Deus, qual a diferença???

As quartinhas na Umbanda

O Alguidar na Umbanda